fbpx

Afinal, como reduzir o lead time para ter mais sucesso na indústria?

6 minutos para ler

Um grande problema dos negócios, atualmente, é controlar o seu ciclo de produção, que vai desde a solicitação de compra por um cliente até a entrega do produto. O termo que define isso se chama lead time, que é o tempo de aprovisionamento entre o início e o fim de uma atividade.

A redução de lead time pode ser difícil para as empresas, mas é preciso garantir a diminuição desse índice para que haja melhora produtiva e estabilidade dos processos. Como esse tempo é ligado aos meios produtivos, em um fábrica, por exemplo, atrasos e falhas logísticas prejudicam a eficiência e impactam diretamente nos setores financeiro e industrial.

Dessa forma, preparamos este post para que você saiba como reduzir o lead time e alcançar o sucesso. Continue lendo!

O que é lead time?

O lead time se relaciona ao período temporal que ocorre entre a chegada de um pedido e a entrega da mercadoria ao cliente. Pelo conceito, sua teoria é bem simples, no entanto, esse é um ponto de vista menor do entendimento desse indicador, uma vez que ele pode proporcionar uma visualização mais abrangente do cenário.

A questão é bem simples: quanto maior a redução de lead time, melhor. O que gera muitas dúvidas é o que fazer para diminuí-lo. Garantir altos níveis de produção e estoque na indústria pode ser uma solução, mas nem sempre é a mais interessante, visto que isso aumenta custos. Além disso, esse caminho não reduz o indicador, mas sim o panorama que o cliente tem sobre ele.

Sendo assim, uma descrição mais extensa do lead time é o período despendido pelo sistema de produção para que uma matéria-prima seja convertida em mercadoria finalizada. Ou seja, é o tempo de aprovisionamento, que alcança variados aspectos da relação entre os fornecedores e o abastecimento da organização.

Por que ele é importante?

O lead time é importante para os negócios porque a meta é sempre o diminuir. Assim, esse conceito pode ser utilizado para fundamentar o planejamento organizacional. É a situação, por exemplo, do setor de compras, em que todos precisam saber qual é o tempo necessário entre a aquisição de insumos, expedição de pedidos e disposição do material para uso.

Em relação à produção, a redução de lead time deve ficar entre o período compreendido de fabricação (do início ao fim) e a próxima etapa. Dessa forma, fica nítido que são diversos os fatores que determinam o sucesso de um negócio.

Outro ponto a elencar é o fato de o lead time ser um desafio para evitar o aborrecimento do cliente. Melhor dizendo: ele jamais deve ser mais alto do que o consumidor está disposto a esperar.

Como calcular o lead time?

Para realizar o cálculo do lead time, é preciso considerar alguns fatores. Veja, a seguir, quais são.

Enumere os produtos exigidos para o trabalho estipulado

Os componentes necessários para instalações e reparos precisam ser levados em consideração nesse momento, além das matérias-primas utilizadas no processo de fabricação.

Descubra o tempo correto para a aquisição de cada item

Essa condição necessita dos fornecedores e outras questões, como a distância. Para você entender melhor, imagine se o fornecedor de algum insumo estiver situado em outro estado. A chegada dos itens pode demorar 4 dias ou mais. Lembre-se de pesquisar se o parceiro atua unicamente em dias de semana, já que, nesse caso, é preciso retirar o final de semana do cálculo.

Opte pelo elemento com o maior prazo de entrega

Os itens apurados anteriormente precisam servir como base, e você deve utilizar aquele que disponibilizar o maior prazo. Assim, anote o tempo que levará para receber o material. Adicione um dia à contagem, caso sua indústria conte com inventário de matérias-primas ou mercadorias.

Determine a quantidade de dias/horas para a conclusão do produto/serviço

O período de fabricação do item ou do término do serviço precisa ser sempre considerado. Agregue finais de semana e possibilidade de ocorrerem atrasos, consertos em equipamentos ou falta de colaboradores nesse processo.

Adicione o ciclo de espera para receber as mercadorias

Esse acréscimo precisa ser feito considerado o tempo para a fabricação ou para conseguir que seu time de colaboradores prepare os itens para a criação. A soma de tudo isso será considerada o seu lead time.

Como promover a redução de lead time?

Agilidade é uma palavra fundamental na rotina de qualquer setor industrial. É difícil dissociar um bom resultado de ideias como just in time, tomada rápida de decisões e aproveitamento do tempo. Confira, a seguir, algumas ações a se tomar para reduzir o tempo do lead time no seu negócio.

Identifique ocorrências de gasto de tempo

O hábito de produção pode estimular improvisos que acabam comprometendo a produtividade da sua indústria. Métodos ultrapassados e burocráticos, por exemplo, podem fazer com que seus colaboradores gastem tempo demais para concluir atividades simples, como relatórios e solicitações.

Da mesma maneira, uma sequência lógica de localização de mercadorias no seu estoque pode amenizar a distância percorrida pelo funcionário para separar uma solicitação da produção. Por isso, é importante identificar essas falhas para promover a otimização de seus processos produtivos.

Crie um padrão

O improviso é um dos grandes vilões quando o assunto é produtividade. A determinação clara dos processos e procedimentos é essencial porque ela é criada por meio de uma visão sistêmica. Ou seja, em vez de considerar cada atividade de modo único, elas são pensadas em relação ao impacto que podem provocar em outras tarefas.

Invista em tecnologia

Diversos processos e atividades padronizados podem ser automatizados. Isso pode abranger desde um simples lançamento de uma nota eletrônica até o mais difícil procedimento de manufatura.

Em contrapartida, um mecanismo ultrapassado, que obrigue os funcionários a efetuarem trabalhos manuais, é o motivo de maior interferência no lead time — notadamente porque permite monitorar os seus processos e disponibiliza dados interessantes sobre os gargalos que lesam a produtividade.

Enfim, a redução de lead time depende da melhoria dos processos de manufatura. No entanto, o planejamento do modelo produtivo é o alicerce para alcançar essa otimização de desempenho. Nesse particular, é fundamental contar com um sistema eficiente e que disponibilize ferramentas adequadas para a gestão do negócio. A Sobix é especializada nisso, e a nossa plataforma é fundamental para a gestão completa dos seus processos!

E aí, gostou deste post? Que tal conhecer nossas soluções? Entre em contato conosco!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta